Documento sem título
 
Buscar notícia:
 Colunas
- Página Principal  
- Charge do Dia  
- To de Olho  
- Classificados  
- Espaço Aberto  
- Informática  
- Papel de Parede  
- Piada do Dia  
- Parabólica  
- Bancos  
 Links
- Busca  
- Esportes  
- Email Gratuito  
- Horóscopo  
- Notícias  
- Facebook  
- Portais  
- Sites Uteis  
- Wikipédia  
- You tube  
 Serviços
- Boletim Pecuário  
- Configura Email  
- Downloads  
- Fale Conosco  
- Meu IP  
Tempo
Webmail
Destaque Social
 
- 09/02/2011
Jardim

Ás margens do Rio Miranda
Em terras do clã Barbosa
Antiga Fazenda Jardim
Num acampamento militar
Nasceu a nossa cidade

JARDIM das ruas largas e avenidas,
Do tereré na sombra das mangueiras,
Das vacas leiteiras desfilando pelas ruas,
Das meninas faceiras de cabelos soltos,
Das velhas mexeriqueiras tomando mate,

JARDIM dos bailes de arrasta pé,
Do apeiro de prata e cavalo no trato,
Dos amores impossíveis e das desgraças,
Da morte precoce na ponta da faca,

Dos namoros á sombra do jatobá,
Das tardes na praia Marli,
Do tereré tomado na valeta,
Do romance proibido na Ponte Velha,

JARDIM dos bailes de gala,
No Esporte Clube Jardim,
Da “ Hora do Calouro” nos sábados quentes,
Da cerveja quase gelada,
Vinda de Bauru pela ferrovia Noroeste,
Dos namorados na pracinha a espera do matinê!

JARDIM das casa sobre rodas puxadas por patrolas,
Do apito prolongado da CER-3,
Da música alta do extinto “ Petegenês “,
Do rodeio de gado dos Barbosa.

Nasceste simples, de gente humilde,
Mas com uma sina poderosa,
De ser dentre as irmãs do fronteira,
A cidade mais “ hermosa” !

Fonte: Karaí Mbaretê

Webmail
Publicidade
Enquete


© Todos os Direitos Reservados - ECONET - 2002 - 2007